De contador para contador – onde quer que você esteja

Quarentena, tecnologia e gestão contábil

Por Fernando Fix
CEO do e-Kanban

Nesse último mês estamos nos adaptando a todas as mudanças que estão acontecendo a cada dia. Estamos vendo, mais do que nunca, a importância da tecnologia.

A figura do contador ainda é a da pessoa cercada de papéis e planilhas. Afinal, além do trabalho que dá mudar os hábitos, também existe o medo de erros no caminho custarem caro, como, por exemplo, uma equipe não se adaptar a um software ou a novos sistemas.

Contabilidade disruptiva ainda soa moderno demais para você?

E se eu lhe disser que quebrar paradigma é dar o exemplo? Se chegou a hora de você dizer SIM para a mudança, continue comigo que eu vou compartilhar com você como é possível fazer da tecnologia a nossa aliada.

Cabe ao contador desbravar o caminho

Depois de 30 anos no ramo contábil, aprendi que a solução não virá por um agente externo – o sistema que você usar, seja qual for, só fará por você o quanto você se adapta a ele.

A solução também não virá do seu cliente, pois não cabe a ele usar ferramentas de teste, filtrar as que dão certo, para aí então facilitar nossa vida.

O caminho é o inverso, a solução tem que partir da gente.

Automatize processos, não pessoas

Clientes querem atendimento com suporte digital 24h por dia, mas não é preciso aumentar ou dobrar o turno da sua equipe nem mesmo contratar mais pessoas.

A sobrecarga definitivamente não é uma saída. Ter pessoas o suficiente e noção do tempo dado para os desafios de cada mês, faz com que, através desse registro, se tenha uma visão sobre realocar clientes ou carteiras entre as pessoas da equipe e outras providências de gestão.

O registro de solicitações centralizadas no sistema e não no colaborador, faz com que, caso ele falte, ainda exista a noção do que está sendo feito.

Mapeie processos

A contabilidade moderna mapeia seus processos e sua equipe os seguem com rigor para atingirem a excelência e a produtividades exigida pelos clientes.

Mapas de processo trabalham muito bem com a criação de dashboards/placares.

Troque conhecimento

Cada cliente com sua ficha técnica mostra suas peculiaridades.

Tendo relatórios de checagem, no final de cada mês é possível fazer uma análise das solicitações e buscar automatização ou melhoria nas atividades.

O tempo de tarefas mensurado ajuda na hora da precificação.

O valor se torna mais justo do ponto de vista do cliente, pois se torna mais tátil – ele também consegue ter noção das horas investidas para o trabalho.

As respostas das demandas servem como reavaliações de contratos.

E também fazem parte da troca de experiência entre nossa equipe e a estrutura que o cliente estabelece.

Por fim, lembre-se: o contato, mesmo que de forma remota, continua sendo entre humanos e a melhora é um objetivo mútuo.

Comments are closed.